Vila do Bispo – Colecção de Fortalezas

Rota Vicentina – Quinta Paragem!

O Algarve não é só praia. Há muito mais para conhecer. A Vila do Bispo é um lugar encantador para conhecer um pouco mais sobre a beleza de Portugal, fazer caminhadas pela costa, descer as falésias até ao mar, absorver o máximo do parque natural.

 

Aquilo que eu vi e vivenciei,

Eu pude explorar a costa sudoeste de Portugal e presenciar belezas originais do nosso País. 

Falésia após falésia, podemos observar o rendilhado das rochas e imaginar caricaturas rochosas. Descansar um pouco no lugar mais alto que encontrar e apreciar os diferentes tons de azul, o oceano e o céu. Ficar a ver o passar das nuvens e imaginar coisas, pessoas, animais e dar umas boas gargalhadas. Descer a falésia e dar uns mergulhos. Estender a toalha umas vezes sobre a areia outras sobre a rocha.

Neste passeio tive ainda a oportunidade de perceber que existe uma colecção de fortalezas ao longo da costa, bem conservadas, viradas para as melhores paisagens oceânicas que podíamos desejar. 

Uma zona espectacular para desbravar caminhos pelo parque natural. Uma zona livre de construções e predadores turísticos. 

  Vila do Bispo, é um dos concelhos do distrito de Faro, região do Algarve em Portugal. Neste passeio visitei três freguesias, a própria Vila do Bispo, Sagres e Raposeira. Vila do Bispo na costa oeste, Sagres faz o sudoeste a passagem do oeste para o sul, e a Raposeira fica na costa sul de Portugal.

  Esta cidade marcou-me pela preservação das fortalezas e cabos. Como está inserida no Parque Natural da Costa Vicentina, tudo é muito mais natural, muito mais respirável.

  Como para mim todos os dias são uma aventura, decidi ir junto á costa oeste desde as falésias do telheiro, contornar a fortaleza de sagres e seguir até à raposeira. Devo avisar-vos que grande parte das estradas são em terra batida e cheias de covas (ou não estaríamos nós num parque natural).

 

PATRIMÓNIO CULTURAL

  A delicia desta viagem, está na visita ao património cultural, a grande maioria trata-se de Fortes ou Fortalezas, daí o título (Vila do Bispo – Colecção de Fortalezas).

  • Fortaleza de São Vicente
  • Fortaleza de Beliche
  • Fortaleza de Sagres
  • Forte da Baleeira
  • Forte de Almádena (Boca do Rio)
  • Forte de Vera Cruz/Figueira
  • Forte de Burgau
  • Capela de Nossa Senhora de Guadalupe

 

A NOSSA ROTA

Falésias e Praia do Telheiro

  As falésias do telheiro, são bonitas, mas difíceis de percorrer com constantes altos e baixos. No final o que interessa é ser recompensado com lindas paisagens do Atlântico. A praia, é de difícil acesso, visto que é necessário ir descendo a falésia aos poucos, por caminhos marcados em pedras ou troncos por dois traços (um azul e um verde) para ser mais fácil encontrar o caminho. Contudo, é difícil para as nossas crianças, eu encontrei algumas dificuldades. De referir também que tinha muitas moscas, e bem chatinhas, que acabaram por nos mandar embora mais cedo.

 

Falésias do Telheiro

 

Falésias do Telheiro

 

Falésias do Telheiro

 

Fortaleza e Cabo de São Vicente

  O Cabo de São Vicente para além de ser a Terra mais a sudoeste de Portugal, é também o extremo sudoeste Europeu.

  No Reinado de Dom Manuel I de Portugal, foi iniciada a construção da Fortaleza de São Vicente. Pensa-se que a obra tenha sido iniciada em 1495 e concluída em 1521.

  O seu atual farol tem 28 metros de altura, e após diversas reformulações ao longo dos anos é hoje um farol completo aeromarítimo.

 

 

Mais um lugar espectacular para acampar num final de tarde só para ver o pôr-do-sol. Já dizia o Estrabão que este era um “Cabo Sagrado”, onde o Sol podia ser 100 vezes maior.

 

Fortaleza de Beliche

  Implantada no alto da Falésia e harmonicamente integrada na paisagem está a Fortaleza de Beliche. Adorei as suas tonalidades, que se misturam com a própria falésia. Infelizmente existe uma probabilidade muito grande de erosão, como em qualquer outra falésia, mas aqui o risco de desabamento da Fortaleza é muito mais elevado por estar mesmo construída sobre o pontão da falésia. Atualmente está fechada ao público por esse motivo.

  Apesar dos possíveis riscos, nada nos impediu de visitar este magnifico lugar, claro que apenas fomos até onde nos sentíamos seguros!

  Esta viagem levou-nos a paisagens maravilha sobre paisagens deslumbrantes, e neste forte podemos avistar de um lado o Cabo e a Fortaleza São Vicente e do outro a Ponta e Fortaleza de Sagres!

 

Fortaleza de Beliche

 

 

 

Praia de Beliche

  Junto da baía de Beliche, acabou por se formar uma zona de extenso areal ao qual foi dado o nome de Praia de Beliche. Para aceder a esta praia é necessário descer a falésia por uma grande escadaria que nos leva até ao conforto da areia. A praia foi-se tornando conhecida, e por isso é atualmente uma praia vigiada na época balnear (o que trás uma maior segurança aos nossos pequenos).

  A areia é limpa e clara, o mar proporciona-nos alguns momentos divertidos, boas ondas mas com pouca corrente. E tenho de admitir que a água estava uma delicia!

  Mas o melhor desta praia, é ter algo por “descobrir”. Ao longo da falésia existem várias cavernas, o que foi uma surpresa! Bem lá no final da praia, encontrei uma caverna com um orifício no topo por onde entravam os raios de sol, adorei!

 

Praia de Beliche

 

Praia de Beliche

 

Praia de Beliche

 

Praia de Beliche

 

Praia de Beliche

 

Praia de Beliche

 

Fortaleza de Sagres

  O meu monumento preferido de todo o Algarve! Eu tenho uma história com esta Fortaleza, estou demasiado envolvida com este lugar, com este ar, com este mar, com esta terra, com estes seres vivos.

  Por ter gostado tanto deste lugar, foi o meu primeiro artigo aqui no blog! É verdade, foi o primeiro lugar português que eu vos quis mostrar! Embora ainda tenha muito para conhecer, descobrir e viajar, dos lugares que já tinha visitado este falou com a minha alma!

  Artigo Especial – Fortaleza de Sagres – A voz do mar, neste artigo conto como foi a minha experiência com a voz do mar, escrevo sobre a Fortaleza, e ainda mostro as duas praias que a rodeiam, a praia do Tonel e a praia da Marreta.

 

Fortaleza de Sagres

 

Ponta da Atalaia e Praia da Baleeira

  Uma viagem apenas pela paisagem da Ponta da Atalaia, o bonito Porto da Baleeira, e já agora passar pela praia e dar um mergulho!

 

Praia da Ingrina 

  Uma pequena praia situada na freguesia da Raposeira. Pequena, mas nem por isso deixa de ter o seu encanto.

Praia da Ingrina na Raposeira

 

Praia da Ingrina na Raposeira

 

Praia da Ingrina na Raposeira

 

Capela de Nossa Senhora de Guadalupe

  Quando preparava o roteiro desta viagem, decidi visitar esta capela na freguesia da Raposeira pois conta a história que era neste pequeno templo que o Infante Dom Henrique rezava as suas orações. Como qualquer português que admira o Homem que impulsionou o sucesso dos descobrimentos portugueses, tinha curiosidade em visitar esta Ermida. Ou não se chamaria este blog Descobrir o Mundo!

  Esta Igreja Católica Romana de arquitectura medieval fica junto à estrada nacional nº125.

  Classificado como Monumento Nacional desde 1924.

 

 

O QUE MAIS GOSTEI

  Gostei muito de passear por entre as falésias, descer até ao nível do mar, passear pela areia de praias desertas, subir até à pedra mais alta para ter a melhor vista, conhecer um bocadinho mais sobre a história de Portugal, visitar as Fortalezas que já foram em tempos defesas portuguesas, perceber a diferença do clima e das águas da costa oeste e da costa sul.

  Esta Vila foi a minha despedida da Rota Vicentina, e posso dizer que me despedi tal e qual como iniciei super entusiasmada. Acrescento bons momentos às minhas memórias, e muitos conhecimentos!

 

 Contem-me como foram as vossas viagens pela Vila do Bispo 😉

 

VISITEM AS FORTALEZAS!

Telheiro

1 Comentário sobre “Vila do Bispo – Colecção de Fortalezas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.