Pelos Caminhos de Fátima

Freguesia Portuguesa onde se acredita ter acontecido “O Milagre do Sol”.


 

  Esta pequena freguesia – Fátima, pertence ao concelho de Ourém e distrito de Santarém. Centro de Portugal. A sua fama Mundial deve-se ao relato das aparições da Virgem Maria entre 13 de Maio e 13 de Outubro de 1917. Celebrando-se este ano o Centenário, o milagre com 100 anos!

  Claro que tal acontecimento merece um artigo! Os leitores merecem saber um pouco mais sobre O Milagre do Sol, sobre a peregrinação a este pequeno vilarejo, sobre o Património de Fátima, sobre as tradições, os museus e os arredores.

 

O MILAGRE

  Os Cristãos acreditam que em 1917 se deu o que muitos chamam de “Milagre do Sol”.

  Tudo começou quando num dia normal, três crianças Lúcia Santos, Jacinta Marto e Francisco Marto foram visitadas por uma figura branca quase transparente, mas muito brilhante que disse ser o Anjo da Paz, Anjo de Portugal. Este anjo, apareceu outras vezes durante o ano de 1916, duas vezes no lugar dos Valinhos “Loca do Cabeço” e uma vez ao pé do “Poço do Arneiro”. Este anjo apenas pedia a estas crianças que rezassem muito.

  A 13 de Maio de 1917, os três passeavam o pasto pela Cova da Iria, quando lhes apareceu uma senhora mais brilhante que o sol, que disse vir do Céu. A senhora pediu aos três pastorinhos que continuassem a ir nos próximos seis meses ao dia 13 à mesma hora ao mesmo lugar, depois lhes diria quem era e o que queria. Disse ainda que iria aparecer uma sétima vez, e faria um milagre para que todos acreditassem.

  Os pastorinhos assim o fizeram nos meses seguintes, à excepção do mês de Agosto, em que a aparição apenas ocorreu a 19, pois a 13 de Agosto as três crianças tinham sido raptadas por um administrador do concelho de Ourém que queria saber quais os segredos da Virgem Maria.

  De mês para mês cada vez mais eram as pessoas que apareciam ao dia 13 para testemunhar o aparecimento da Senhora mais brilhante que o Sol. Estima-se que a 13 de Outubro estavam presentes cerca de 50 mil pessoas quando aconteceu O Milagre.

  As testemunhas presentes, relatavam os fenómenos que haviam presenciado, e espalhavam a palavra. Diz-se que nas aparições anteriores a 13 de Outubro era comum o tempo resfriar, por vezes chegava até a haver uma leve chuva que desaparecia antes de pousar em terra. Uma nuvem ou clarão movimentava-se pelo céu na Cova da Iria.

  Na última aparição, a 13 de Outubro, chovia com abundância. Os campos estavam enlameados, mas apesar das poucas condições os crentes ajoelhavam-se sobre a lama, numa atitude suplicante. Lúcia pediu ao povo que fechassem os guarda-chuvas para rezar o terço, e pouco depois viu-se o reflexo da luz.
Apenas os três pastorinhos viam a Senhora, que agora se apresentava como Senhora do Rosário. Pediu-lhes que em sua honra construíssem ali uma capela e que continuassem a rezar o terço todos os dias.

  Para os restantes presentes, deu-se o Milagre do Sol. A chuva terminou, as nuvens abriram e o sol parecia uma roda de fogo que girava sobre si própria. O sol deslizou até mais próximo e andava de um lado para o outro. A luz refletia em todo o lado, muito brilhante e de todas as cores. O sol movimentou-se sobre a multidão durante quase 10 minutos, e no final voltou ao seu lugar.
Algumas pessoas notaram que as suas roupas molhadas, estavam agora secas. Este fenómeno foi avistado por pessoas a quilómetros da Cova da Iria.

  Presentes na altura estavam muitos jornalistas, que posteriormente publicaram sobre o Milagre.

 

Jornal de 1917

 

  Hoje  podemos acompanhar tudo online, na página oficial do Santuário de Fátima, ou seguir a capelinha em direto.

 

PEREGRINAÇÃO A FÁTIMA

  Dá-se o nome de peregrinação à jornada de um crente a um lugar considerado sagrado pela sua fé ou religião. O peregrino é motivado pela sua fé.
A medida que o tempo e os quilómetros passam o peregrino vai percebendo que a grande mochila que preparou não lhe faz falta, e vai-se desfazendo de alguns bens materiais, vai guardando recordações e momentos no seu coração que o vão marcar para a vida, vai partilhando com outros peregrinos o que de outra forma não eram assim vividos.

  Os primeiros atos de peregrinação a Fátima ocorreram no próprio ano das aparições. Provocado pela oficialização do Santuário a 13 de Outubro de 1930, o número de peregrinos foi crescendo recebendo na atualidade perto de 7 milhões de visitas por ano.

  No exato local do milagre foi iniciada a construção da capelinha das aparições em 1919. Hoje em dia, o Santuário já ocupa muito mais na cova da Santa Iria, mantendo a capela especial em nome da Nossa Senhora do Rosário de Fátima.

  A decisão de fazer a peregrinação a Fátima a pé, não deve ser tomada sem antes ler um pouco do que isso implica. Por isso aconselho quem gostaria e está a pensar peregrinar a Fátima visitar a página Oficial do Santuário de Fátima e ler as informações para a preparação e vivência de uma peregrinação a pé, cuidados prévios e apoio ao peregrino. Só assim podes recolher informações importantes que vão ajudar-te a decidir se queres e podes fazer esta viagem.

 

 

  Se já decidis-te que queres fazer a tua viagem de fé até ao Santuário de Fátima então dou-te uma dica. Visita a página da Associação de Amigos dos Caminhos de Fátima. Neste site totalmente direccionado ao peregrino vais encontrar tudo que precisas para seguir com este novo passo na tua vida. Desde como preparar o caminho, o que levar na mochila, onde dormir e dicas de albergues que acolhem peregrinos, saber de outros grupos de peregrinos e juntar-te a eles se assim decidires, dicas sobre hidratação e alimentação, respeito pela natureza e onde podes também obter a tua credencial do peregrino.

 


Mapa de Caminhos de peregrinação pela natureza

 

PATRIMÓNIO DE FÁTIMA E LUGARES DE CULTO

Santuário de Nossa Senhora do Rosário de Fátima

  Localizado na Cova da Santa Iria, é por excelência um local de oração e reuniões de fé.

  Um dos mais relevantes Santuários Marianos, foi distinguido com duas rosas de ouro papais e visitado por Papa Paulo VI, Papa João Paulo II, Papa Bento XVI. Na celebração do centenário, estará presente o Papa Francisco.

 

Capelinha das Aparições

  Esta capela marca o lugar exato das aparições de Nossa Senhora do Rosário. É palco de missas celebradas em diferentes idiomas todos os dias.

  A capela que nos traduz um lugar sagrado de reza, está construída no lugar da azinheira sobre a qual apareceu a Santíssima Virgem. No seu exterior temos a estátua de Nossa Senhora, que foi outrora benzida na Igreja Paroquial de Fátima.

  Em 1942, um grupo de portuguesas agradecidas por Portugal não ter entrado na 2ª Guerra Mundial, ofereceu uma coroa de ouro, diamantes e pérolas, produzida pelas próprias.

 

Basílica de Nossa Senhora do Rosário

  A imagem mais conhecida de Fátima, no entanto tem muito por conhecer. Diz-se que está construída sobre uma parede de pedras feita pelas mãos dos próprios pastorinhos.
A sua construção iniciou em 1928, e a primeira pedra usada na obra foi benzida pelo Arcebispo de Évora.

  No topo da torre está instalada a coroa mais bonita de Portugal, é feita de bronze e pesa 7000Kg. Por cima da coroa está colocada uma cruz que ganha luz própria à noite.

  Ainda no exterior temos ao centro a estátua de Nossa Senhora do Rosário de Fátima. De um lado temos a Vidente Jacinta Marto e do outro Francisco Marto.

  Na Torre, mesmo por baixo da coroa vemos um sino, mais abaixo um relógio e de seguida o maior sino dos 62 que compõe o carrilhão. Só o seu badalo pesa 90kg.

  No interior da Basílica podem ser apreciadas diversas artes, como mosaicos, relevos, azuleijos, cada um com o seu significado. Podemos ainda visitar os túmulos dos irmãos Marto, os catorze altares que representam o mistério do Rosário, o altar frontal de prata com a representação da última ceia de Cristo, e os vitrais da capela-mor.

 

Basílica da Santíssima Trindade

  Em 2004 iniciou-se a construção de mais um complexo para dar apoio aos peregrinos, dada a dimensão dos mesmos, os existentes não eram suficientes para acolher respeitosamente o grande número de peregrinos.

  Esta obra é dedicada ao culto da Santíssima Trindade.

  A basílica detém o quarto lugar nos templos com maior capacidade para acolher peregrinos, estamos a falar de mais de 8500 lugares.

  No seu exterior temos as praças Papa Pio XII e a praça Papa João Paulo II, onde podemos contemplar as estátuas do Papa Pio XII, estátua do Paulo II, estátua do primeiro Bispo da diocese de Leiria D. José Alves Correia de Silva, estátua do Papa João Paulo II, a Cruz Alta (cujo seu par encontra-se no Santuário do Cristo Rei), painéis de vidro com citações bíblicas grafadas, e claro as portas de entrada em Bronze.

 

Via Sacra dos Valinhos e Loca do Anjo de Portugal

  O percurso da Via Sacra situada nos Valinhos conta a história das aparições através de monumentos. No decorrer do percurso passamos pela “Loca do Cabeço” onde apareceu o Anjo de Portugal, passamos pelo monumento que evoca a quarta aparição de Nossa Senhora do Rosário, e termina no Calvário Húngaro onde no seu topo temos uma maravilhosa vista sobre a paisagem de Fátima.

  É um percurso bonito, envolvido pela fé mas também pela natureza.

 

Casa dos Pastorinhos

  As casas do três pastorinhos foram preservadas pelas suas famílias em conjunto com o Santuário de Fátima e estão abertas ao público para visitas gratuitas. Para além das visitas serem gratuitas podem contar com os guias perfeitos, os próprios familiares que cuidam dos espaços adoram contar mil e uma histórias sobre os pastorinhos, Fátima e o Milagre.

 

Igreja Paroquial de Fátima

  Nesta Igreja foram baptizados os três videntes, Jacinta Marto, Francisco Marto e Lúcia Santos.

 

Galilé dos Apóstolos São Pedro, São Paulo e Capelas subterrâneas de Fátima

Nas suas paredes encontram-se representações de episódios da vida de São Pedro e São Paulo.
Neste corredor subterrâneo podem ser visitadas as capelas do Santíssimo Sacramento, do Sagrado Coração de Jesus, do Imaculado coração de Maria, da Morte de Jesus e da Ressurreição de Jesus.

 

Azinheira Grande

  É a única árvore que resta das que existiam no local das aparições.

 

Grutas da Moeda

  O seu nome vem de uma lenda. Segundo a tradição local, um homem abastado passava em torno de um covão quando foi surpreendido por um bando de saqueadores que o assassinaram. À pressa de se desfazerem do morto, atiraram-no para uma cova funda, mas junto caiu o saco com as moedas de ouro que depressa se espalharam pela gruta.

  Esta gruta foi descoberta por dois caçadores em 1971.

 

TRADIÇÕES

Voto de Silêncio

  É um voto religioso de silêncio. Cada qual conhece o seu motivo ou significado. É comum encontrar peregrinos em voto de silêncio, não perturbe essas pessoas. Se vais fazer voto de silêncio, facilita a vida de outros peregrinos e leva um crachá ou uma folha com essa informação “peregrino em voto de silêncio”.

 

Promessas a Nossa Senhora do Rosário de Fátima

  Uma grande tradição em conjunto com a peregrinação. Em momentos de aflição os cristãos rezam e suplicam para que as suas preces sejam ouvidas, em troca oferecem uma promessa em ato de gratidão. É impossível ir a Fátima e não reparar nos crentes que cumprem as suas promessas. Vemos pessoas que fazem o caminho desde o inicio do recinto até à capela das aparições em joelhos, a própria caminhada a pé a Fátima para muitos é o cumprir da sua promessa, ofertas à Igreja, comprar uma Santa, na verdade cada um promete o que sabe que pode cumprir!

 

Pira do Santuário ou Forno das Velas

  Acender uma vela tem um significado profundo, emocionante e próprio. Cada um de nós lhe atribui o sentido desejado.

  “Como só ilumina quando se consome, recorda o nosso aniquilamento para sermos luz do mundo: só poderemos fazer brilhar o Evangelho em nossas vidas se nos gastarmos por Cristo. Ao acender uma vela a Jesus e a Nossa Senhora estamos a relembrar o sacrifício de Cristo, a nossa consumação diante de Deus e a pedir-lhe auxílio ou a agradecer-lhe por ter atendido às nossas preces.” – TV Fátima

 

MUSEUS

  • Museu das Aparições
  • Museu de Cera de Fátima
  • Casa-Museu de Aljustrel
  • Museu de Arte Sacra e Etnologia
  • Museu da Vida de Cristo

 

ARREDORES

Igreja de Alverca

  A primeira dedicada aos três pastorinhos. A torre da Igreja tem o segundo maior carrilhão da Europa com 72 sinos.

Grutas de Mira d’Aire

  Localizadas em Mira de Aire, concelho de Porto de Mós e distrito de Leiria.

Santuário do Cristo Rei

  Enraizado em Almada, virado para Lisboa e com o melhor miradouro sobre o Tejo. É no jardim do Santuário que se encontra a gémea da Cruz Alta de Fátima.

 

ACREDITAR É VIVER!

 

1 Comentário sobre “Pelos Caminhos de Fátima

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.