De Sines a Porto Covo – Paraíso Português

Rota Vicentina, primeira paragem!

 

  Queria conhecer melhor o Alentejo, e à conversa com amigos fiquei com muito boas referências sobre as praias Alentejanas, de como eram lindas e com características bem diferentes do Algarve. Eu adoro ler, pesquisar e planear roteiros, e melhor ainda SEGUIR VIAGEM. Não perdi tempo, comecei de imediato a procurar informação sobre o Alentejo e é então que leio sobre a Rota Vicentina.

  Como o nome indica, a Rota Vicentina é um percurso tradicionalmente pedestre pela Costa Vicentina, sudoeste português. Hoje em dia já se vê muitos ciclistas a pedalar sobre esta rede de percursos que totaliza mais de 400 km. Grande parte destes trilhos estão localizados no parque natural do sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, tornando impossível a tarefa de tentar fazer este passeio de carro. Correndo até o risco de não aproveitar tudo que esta viagem tem para oferecer.

  Foi nesta viagem que descobri vários paraísos ao longo da costa portuguesa, mais especificamente na costa Alentejana e na costa oeste do Algarve. Hoje, vou falar-vos de Porto de Covo, uma freguesia encantadora do concelho de Sines. Uma freguesia protagonista de algumas das melhores e mais belas praias deste parque natural.

 

Aquilo que eu vi e vivenciei,

Uma experiência super enriquecedora. Praia após praia, percebi que são como impressões digitais, ÚNICAS! Turisticamente virgens, inexploradas o que faz delas verdadeiros “santuários” de paz e paraísos naturais.

Explorei trilhos pelo meio dos rochedos até que encontrei uma varanda com uma paisagem arrebatadora. Em pleno oceano, rodeada de ondulações e cânticos, avistava de um lado o horizonte e ao longe a ilha do pessegueiro e do outro a praia dos Buizinhos. Fiquei ali parada no tempo apenas a apreciar a natureza. Um lugar que me marcou nesta viagem. Só “acordei” quando me dei conta de outras pessoas a chegar. Ponto de paragem obrigatório na Rota Vicentina ♥

Também me perdi por certos momentos no meio do parque natural alentejano, no meio daquela beleza a que não estamos acostumados na cidade. É uma experiência boa não controlar tudo, e por vezes ser controlada por estes momentos do destino.

 

SINES

 

  Sines é uma cidade do litoral, conhecida por muitos como berço do navegador Vasco da Gama. Talvez por isso, está marcada como uma terra da época dos descobrimentos. É uma cidade com muita história, e pontos de interesse. O castelo, o tesouro, a homenagem a Vasco da Gama, o porto de pesca, a igreja matriz, uma extensa praia de mar calmo e areias finas, a praia Vasco da Gama.

 

Praia de Vasco da Gama, Sines - Portugal

 

  Gostei bastante da praia Vasco da Gama. É uma praia “protegida” com cais de um lado e de outro, o que acaba por travar de certa forma a ondulação e por sua vez torna as águas mais seguras para os nossos pequenos visto não ser tão agitada. O extenso areal chega para toda a gente, no entanto em pleno mês de Julho estavam muito poucos banhistas. A areia é fina e limpa.

 

Praia de Vasco da Gama, Sines - Portugal

 

  Para visitar-mos esta praia é necessário descer ao nível do mar. Podemos descer uma escadaria, passear por um passadiço ou viver uma experiência diferente nesta cidade, descer no elevador de vidro onde vemos a paisagem de lá do alto e o horizonte a ficar cada vez mais ao nível dos olhos assim que vamos descendo.

  No dia que visitei esta praia, as condições estavam perfeitas. Não havia vento, o mar quase parecia uma piscina, a ondulação era quase nula. Muito poucos banhistas, consegui imensas fotografias só da paisagem, sem interferências. Um sossego infinito, não havia barulho, apenas a natureza a comunicar.

 

 

  De volta ao cimo da cidade, fomos visitar o Castelo e a Homenagem ao Vasco da Gama, posso garantir-vos que este é dos melhores Viewpoint da cidade. Dali, podemos apreciar a praia Vasco da Gama, o horizonte e ainda conseguimos ver parte da cidade.

 

Vasco da Gama e Castelo de Sines - Portugal

Praia de Vasco da Gama, Sines - Portugal

Praia de Vasco da Gama, Sines - Portugal

Praia de Vasco da Gama, Sines - Portugal

 

PORTO COVO

  Após conhecer a cidade, partimos para a freguesia de Porto Covo. A minha curiosidade era tanta que tive de arrancar para ver as suas praias de beleza rara!

  Quem me conhece, sabe que eu não me iria contentar em visitar apenas as praias mais conhecidas, faladas ou fotografadas. Eu queria explorar a natureza, conhecer praias novas, zonas desconhecidas ou não divulgadas embora tivesse menos de 12H para o fazer. E por isso, de Sines, segui em direcção ao Sul sempre pelo litoral, contemplando algo que a mãe natureza plantou.

  Posso dizer-vos que gostei muito da Costa Vicentina, é possível encontrar praias únicas, de uma beleza que só Portugal têm, e muito pouco exploradas. Não existem hotéis em frente à praia, a esconder o horizonte, nem comercio, nem cafés, esplanadas, nem mesmo roulotes a vender comida. Apenas largos espaços em terra batida, estruturados para estacionar o carro. Ou não estaríamos nós num Parque Natural.

  Se me pedissem para escolher “A PRAIA” de Porto de Covo, eu dizia sem pensar Buizinhos. Mas esta, não é propriamente uma praia para banhos. Não é vigiada por socorristas, e é muito rochosa. Daí eu me ter apaixonado pela sua beleza incomum. E mais, por não ser vigiada são permitidos os nossos amigos patudos (pets). Contudo, pensando agora numa praia onde eu possa juntar a sua beleza incomum, com bons mergulhos, e com o apoio de socorristas, facilmente eu opto pela Praia da Samouqueira. Esta última bem maior, e mais divulgada na rede.

 

Praia dos Buizinhos

  My Favorite. Antes de descermos a falésia até à praia, cá em cima podemos admirar a natureza sentados nos muitos bancos ali colocados virados para oeste, ou no final dos mergulhos na praia, esperar ali sossegado que o sol se deite.

  Esta praia foi apelidada de Buizinhos, pois era aqui que se apanhavam os buzios para os trabalhos artesanais, embora eu não tive a sorte de encontrar nenhum. A praia é pequena, mas aconchegante, rodeada de falésias a toda à volta menos de frente para o mar. Mesmo no mar, existe bastantes rochas e pedras, daí eu ter dito que não é a melhor praia para mergulhar, no entanto existe um lado com menos rochas, para os banhistas se refrescarem.

 

Praia dos Buizinhos, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia dos Buizinhos, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia dos Buizinhos, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia dos Buizinhos, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia dos Buizinhos, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia dos Buizinhos, Porto Covo, Alentejo, Portugal

 

Praia da Samouqueira

  Antes de partir para aventura na Costa Alentejana, eu pesquisei obviamente sobre ela. Na rede, a minha praia favorita era esta! E não desiludiu. Uma praia que merece ir a votos para as “praias mais bonitas de Portugal”. É uma praia grande, areia limpa, vigiada por socorristas, a água do mar não é calma mas também não é extremamente agitada, temos um lindo horizonte azul quer no céu quer no mar, com umas pinceladas de cor de rocha para dar aquele ar engraçado do Alentejo.

  Tirei uma fotografia do cimo da falésia, onde podemos ver de um lado mar azul esverdeado e do outro vermelhão. Porquê? Porque desse lado, o mar estava cheio, cheiinho de algas vermelhas e verdes. Achei engraçado, como é que a divisão estava tão bem feita, parece que tinha sido obra do Homem, mas não.

 

Praia da Samouqueira, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia da Samouqueira, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia da Samouqueira, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia da Samouqueira, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia da Samouqueira, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia da Samouqueira, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia da Samouqueira, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia da Samouqueira, Porto Covo, Alentejo, Portugal

 

Praia do Banho

  Como denuncia o nome, óptima praia para bons banhos. Mais uma praia que achei interessante, devido ao seu “hall de entrada”. Temos acesso à praia através de escada, mas também temos a hipótese de atravessar uma ponte estreita até à ponta da falésia e sentar no banco, deixar passar o tempo enquanto aprecia o horizonte.

 

Praia do Banho, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia do Banho, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia do Banho, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia do Banho, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia do Banho, Porto Covo, Alentejo, Portugal

 

Praia do Salto

  A praia do salto, faz lembrar a praia do banho. No entanto, eu achei que o caminho para descer a escadaria até à praia é um pouco perigoso. O caminho não é super estreito, mas para quem tem medo de alturas como eu, acha que 1.50 metros de corredor com falésia de um lado e de outro mete MEDO. A junta de freguesia de Porto Covo devia vedar de um lado e de outro JUST IN CASE.

 

Praia do Salto, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia do Salto, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia do Salto, Porto Covo, Alentejo, Portugal

Praia do Salto, Porto Covo, Alentejo, Portugal

 

Praia da Vieirinha

  Grande, larga, bastantes ondas, não engana, esta é uma praia para desportos aquáticos.

 

Praia da Vieirinha, Porto Covo

Praia da Vieirinha, Porto Covo

Praia da Vieirinha, Porto Covo

 

Praia da Oliveirinha

Praia da Oliveirinha, Porto Covo, Portugal

Praia da Oliveirinha, Porto Covo, Portugal

 

Praia Grande

Praia Grande, Porto Covo, Portugal

 

Ilha do Pessegueiro

  Já ouviram falar na ilha do pessegueiro? Pois é, esta pequena ilha pertence à freguesia de porto de covo! E é avistada a partir de algumas das praias que visitei em Porto Covo. Esta pequena ilha, muito crua sem grandes e modernas construções, apenas com o básico, A MÃE NATUREZA, é bonita para fazer um passeio de domingo e passar a tarde a fazer mil e uma coisas que nos propomos fazer afastados do barulho da cidade. A verdade é que não há muito para ver, mas o encanto está nisso mesmo! Bora lá?

  É possível encontrar pequenas empresas ou simples pescadores a comercializarem viagens de barco até à ilha a partir da Baía de Porto Covo. O preço não foge muito de embarcação para embarcação, são 10€ ida e volta com duração aproximada de 2H. Nestas duas horas também nos é contada a história da ilha.

  Quando estamos na praia “ilha do pessegueiro”, ou outra da qual avistamos a ilha, é quase impossível resistir à nossa curiosidade insaciável até lá chegarmos. Uma ilha, ali tão pertinho da costa, como se se tivessem esquecido dela ali… será que vive gente? será que vivem animais? que outras plantas podem lá existir que nós nunca vimos? Mil e duas perguntas passam-nos pela cabeça em meros segundos! E é nessa altura que sabemos que vamos ficar 10€ mais pobres na carteira e 1.000.000€ mais ricos no coração. ♥

 

Ilha do Pessegueiro, Portugal

 

    SUPER DICA D’ANA: Se ainda vos sobrar tempo, aconselho-vos a visitarem o Badoka Safari park em Santiago do Cacém (20 Km). O parque tem diversos animais de vários continentes para ver ao ar livre. O bilhete custa 17.50€/pessoa e incluí acesso ao parque aquático.

 

    Infelizmente tive de deixar Porto Covo e continuar a Rota Vicentina. Até ao próximo post! Eu gostei muito, e sei que tu também gostarás.

 

BOAS AVENTURAS!

6 Comentários sobre “De Sines a Porto Covo – Paraíso Português

    1. Agradeço o tempo que tem disponibilizado no blog!
      E vá deixando sempre a sua opinião, Obrigado!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.