Algar de Benagil – Um tesouro Algarvio

 Rouba palavras a todos os que a visitam. Um lugar que renova a alma, que nos inspira, que nos faz BEM!

Aquilo que vi e vivenciei,

Fiquei absolutamente encantada, com os arcos de entrada para uma gruta com uma praia secreta lá dentro. O orifício no topo permite a entrada de raios solares que me tocam no rosto e me encaminham o olhar até um espectáculo de cores. A luz do sol mergulha na água do mar e reflete cores mágicas por toda a caverna. 

A rocha à minha volta tem várias cores, escura no fundo, esverdeada a seguir e vai ficando mais clara até ao topo que parece quase que dourado. Cores formadas pela insistência do mar em beijar esta gruta. 

O tempo passa à velocidade da luz! Existe tanto para apreciar nesta gruta, tanto para compreender e agradecer à mãe natureza, mas o tempo não perdoa.

 

 

  Esta grande gruta marítima é a maior que visitei! É das mais bonitas, e posso até segredar-vos que já ficou em primeiro no ranking de grutas mais bonitas do mundo várias vezes por diferentes jurados.

  Imagina uma gruta enorme, três arcos de entrada e um orifício no topo, muita iluminação, uma praia de areia grossa onde batem as ondas do mar que tem ambição de chegar cada vez mais longe, onde se ouvem cantigos do mar de forma mais intensa e brava. A mesma gruta, tem uma gémea mesmo ao seu lado com ligação no interior. Esta, muito mais fria e escura apenas recebe a luz que a sua irmã lhe encaminha.
As nossas lentes da camera captam imagem belas, e reinventadas.

  Para quem entende um pouco mais sobre fotografia, sabe que as fotografias saíram assim pois estão cheias de ruído, mas para nós, menos entendidos na matéria, parece-nos ou não magia!?

 

 

ONDE FICA

  Este Algar, fica junto à praia de Benagil no Carvoeiro, cidade Lagoa, concelho de Faro, região do Algarve – Portugal.

 

COMO CHEGAR

  Só é possível entrar na gruta via mar. O ponto de partida mais fácil e obvio é a partir da praia de Benagil, pois fica a cerca de 55m. No entanto existe algumas soluções viáveis.

Barco – Existem empresas a vender pacotes de visitas às grutas do carvoeiro que incluem o Algar, algumas apenas se pode apreciar de dentro do barco, outras levam-nos mesmo até à praia. O meu concelho é não deixar de por os pés na areia! O pacote que incluí visita a todas as grutas custas 17.50€ em época balnear, mas ninguém pode sair do barco. Existe um segundo pacote de 25€, que incluí a visita a todas as grutas + sair do barco por 30 minutos no Algar de Benagil.

Caiaque – Se tiveres o teu próprio caiaque, perfeito! Se não, também é possível alugar um caiaque por aproximadamente 15€ durante 1H. É uma boa opção para visitar as grutas no teu próprio ritmo, no entanto eu acho que não é possível ver todas em 1H pois esse é o tempo que se demora de barco a motor. Mas é claro que ir no próprio ritmo, optar pelas melhores grutas e disponibilizar mais tempo para apreciar essas, é melhor e mais bonito.

Nadar – É SUPER VIÁVEL. Antes de visitar esta gruta, li vários post que desencorajavam ir a nado. Eles tem a sua razão. Pois é uma zona rochosa e o mar é imprevisível. MAS, escolhendo bem o dia, ou tendo a sorte de encontrar boas condições, não é preciso gastar dinheiro com barcos ou caiaques. Apenas leva algo para te agarrares quando estiveres cansado, uma boia, um colchão, um barco de borracha… para bons nadadores pode não ser necessário, mas mais vale prevenir…

  Como escolher as boas condições? Tem de estar bandeira verde, o vento não pode estar de sudeste, e se possível vai quando a maré estiver baixa. (Não é difícil reunir estas condições).

 

Algar de Benagil, Carvoeiro, Lagoa - Portugal

 

  Nesta imagem, é possível analisar-mos minimamente a distancia entre a praia e o algar. Poderá parecer mais fácil do que é. Não sejas desleixado, leva uma boia ou um colchão, pois são aproximadamente 55m a gastar energia.

  Mas a recompensa está lá à nossa espera 🙂

 

 

Algar de Benagil, Carvoeiro, Lagoa - Portugal

 

SUPER DICA D’ANA: A gruta fica ainda mais bonita, quando entram os raios de sol pela abertura do topo, pelo que a hora do almoço é a melhor hora para visitar a gruta, e é também quando o mar está mais iluminado e de tons claros. (Entre as 11H30 e as 13H30).

 

 

  A fotografia encanta, mas não será tudo editado? Perguntava-me eu.
Sim e não! Claro que muitas imagens que vemos na internet estão editadas óbvio, no entanto se visitares a caverna na hora em que os raios de sol caiem diretamente pelo topo da gruta, várias cores se formam dentro desta caverna.   

  Tendo uma boa camera fotografica, conseguimos captar o verdadeiro momento, a verdadeira emoção e cor, como as fotografias que consegui com a minha Nikon d5200. Já as fotografias que tirei com a fugifilm XP90 à prova de água ficaram completamente diferentes óbvio.

  Eu não usei filtros nas fotografias depois de tiradas, no entanto claro que escolhi a cena que melhor se enquadrava no momento para fotografar. Para as fotografias ficarem com aquelas cores apelativas escolhi muito bem a hora do dia, as marés e a bandeira, para estar no lugar perfeito à hora perfeita. 

                                 

CONDIÇÕES PERFEITAS

  Como sou do Norte, queria planear o dia e as condições perfeitas para visitar esta gruta. Porque claramente contribuem para a magia desta visita.

  Ao longo das minhas pesquisas descobri (e agora que já fui confirmo), que a gruta e as águas que a rodeiam são mais bonitas quando os raios solares incidem diretamente sobre o mar e a gruta, daí dizer que a melhor hora para visitar é entre as 11H30 e as 13H30.

  Quanto à maré, facilita visitar a gruta na maré baixa para quem vai a nadar. No entanto, é bonito visitar quer na maré cheia quer na maré baixa… A diferença está que na maré cheia, o barco nos leva dentro da gruta, e na maré baixa deixa-nos à entrada.

  É importante também o mar não estar agitado e o vento não vir de sudeste (agita o mar), porque torna-se perigoso. As empresas não fazem mesmo a viagem de barco em más condições do mar. É muito raro, mas por vezes fica-se 5 dias sem poder visitar as grutas, por isso para quem viaja apenas 7 dias, analisem bem este fator.

  Poderá ser interessante também fazer a visita de manhã super cedo. É muito mais bonito no horário que indiquei, mas de manhã bem cedo é possível ter o Algar só para nós durante uns bons minutos.

  Claro que em época balnear, vai estar cheio de gente 🙁 Até porque esta gruta, já é muito divulgada internacionalmente, mas deixa-te levar pelo momento!

 

Algar de Benagil, Carvoeiro, Lagoa - Portugal

 

  Visitei esta gruta em Julho 2016, e estava um grupo enorme de pessoas. Quase um ano depois, no principio de Maio lá voltei, pensei que ia encontrar aquele paraíso só para mim, mas estava lá mais um rapaz. No entanto as pessoas são super compreensivas e deixa-nos tirar fotos sem aparecerem, e até nos pedem ajuda e dicas para um fotografia memorável 😀

 

Algar de Benagil, Carvoeiro, Lagoa - Portugal

 

Algar de Benagil, Carvoeiro, Lagoa - Portugal

 

ALGAR DE BENAGIL VISTO DO TOPO DA FALÉSIA

  Para além de visitar a gruta via mar, é interessante explorar as falésias ao seu redor. Seguindo as indicações do google maps, foi mesmo, mesmo muito fácil lá chegar. A aplicação encaminhou-nos até a um parque de estacionamento, que fica na verdade apenas um pouco mais acima do que a praia de Benagil. No parque, existem diversos trilhos em terra batida que nos levam até ao orifício do algar. Na verdade basta escolher um deles e seguir as coordenadas, porque é caso para se dizer “todos os caminhos vão dar ao Algar de Benagil”.

 

 

  A vista do topo da falésia para o oceano é sempre deslumbrante, porque é algo que eu gosto muito de apreciar. Explorando os caminhos no topo da falésia, podemos sempre ser surpreendidos, como nas imagens abaixo. Fiquei com uma paisagem sobre a falésia da aldeia do mar de Benagil absolutamente fantástica, pequenos terraços brancos sobre a ponta da falésia, alguma vegetação e o colorido da natureza.

 

 

 

  Adelante, continuando caminho e explorando trilhos, chegaremos por fim ao topo do Algar. Devido à possibilidade de queda de blocos e desmoronamento da falésia, o local está protegido por uma protecção de modo que não é muito fácil conseguir ver para dentro. Apenas de um ou outro ângulo és capaz de ver um pouquito do que se passa lá em baixo, e da linda cor interior do topo.  Contudo a visita vale a pena, pelas paisagens e pela aventura da exploração.

 

 

 

 

 

O QUE MAIS GOSTEI

  O Algar é sem dúvida um lugar magnifico e interessante geologicamente. Está claro que adorei esta visita. E mais, as condições perfeitas surgiram normalmente, quase que sem planear muito… Já tenho até saudades confesso, quero muito lá voltar!!

  É mais um dos tesouros portugueses sem dúvida. Para quem passa férias no Algarve, mesmo em outras cidades, reservem um tempo para esta gruta marítima. Quase de todos os pontos do Algarve é possível apanhar um autocarro até ao carvoeiro, ou mesmo um barco!

  A magia do Algar, está em observar o seu interior, com os pés na areia!! Espreitar através do topo, ou do mar, não chega!

  BEM, se dediquei um artigo inteiro, a uma curta visita é porque decididamente vale a pena certo!?
É um dos lugares mais encantadores do Algarve, mas não é o único, por isso não percas os próximos artigos!

BONS MOMENTOS!

3 Comentários sobre “Algar de Benagil – Um tesouro Algarvio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.